Google Analytics: as 5 métricas mais importantes para avaliar a performance do teu blog

O Analytics é uma ferramenta essencial para empreendedoras digitais. Mas quais são os dados mais importantes?

Etiquetas:
5 dados do Google Analytics que qualquer blogger tem de dominar

Vamos ver sinceros. Analisar toda a panóplia de dados que o Google Analytics nos fornece pode ser intimidante – principalmente se acabaste de lançar o teu primeiro blog e estás a dar os primeiros passos neste universo. Mas independentemente de seres um iniciante, um blogger ou influencer com mais experiência ou mesmo um empreendedor com a sua própria marca ou empresa, estes dados do Analytics são absolutamente essenciais. Percorre este pequeno tutorial e descobre se já estás a aplicar estes conhecimentos ou se há margem para aprenderes e alcançares melhores resultados.

1. Os posts ou artigos mais lidos

Saber quais os artigos que têm melhor performance e funcionam melhor com a tua audiência é essencial. Olhar constantemente para esta métrica vai permitir que sejas mais estratégico na criação de conteúdo. Imagina que estás à procura de ideias ou simplesmente a escrever um artigo novo. Olhar para os artigos mais vistos vai fazer com que 1) tenhas outras ideias (como, por exemplo, “Posso desenvolver mais este tópico”) e possas, por isso, replicar conteúdo que funciona bem ou 2) utilizar a mesma estrutura, tipo de imagens ou layout dos artigos que têm melhor performance.

Para aceder aos artigos mais lidos basta ir a Behavior > Site Content > All Pages > Ordenar pelas pageviews (do maior para o menor)

2. Os posts ou artigos menos lidos

Saber o conteúdo que não está a ter um bom desempenho é igualmente importante e a longo prazo poderá salvar-te imenso tempo e energia. Se lançaste um ou vários artigos novos num determinado tópico e simplesmente não resultou, isso é uma boa indicação que talvez esse não seja o melhor caminho a seguir. Sem o Google Analytics seria impossível tomar estas decisões estratégicas em termos de criação de conteúdo e demoraríamos muito mais tempo a perceber qual é o caminho que nos vai fazer crescer mais rapidamente.

Para aceder aos artigos menos lidos basta ir a Behavior > Site Content > All Pages > Ordenar pelas pageviews (do menor para o maior)

3. A tua audiência

Independentemente de quais forem os teus objectivos (tornares-te um influenciador, lançares um produto/serviço ou simplesmente ganhares dinheiro com o teu blog), esta métrica é absolutamente vital. Ter noção de quem é o nosso público-alvo irá ajudar-te a 1) entender a tua audiência, 2) definir o conteúdo que deve ser produzido e 3) produzir esse conteúdo à medida de quem visita o teu site, tornando-o mais pessoal e credível.

Para aceder a estes dados basta ir a Audience > Demographics > Overview

Nesta página encontrarão, tal como o nome indica, métricas globais (número de utilizadores, novos utilizadores, sessões, número de sessões por utilizador, pageviews, páginas por sessão, duração média da sessão e o bounce rate), mas poderão também aprofundar mais a vossa análise e descobrir, entre outras coisas:
– A idade e sexo da tua audiência;
– Os seus interesses;
– A sua língua e de onde te visitam (país e região).

4. O comportamento dos utilizadores

Tempo médio de permanência na página e média de páginas por sessão. Estas são das métricas mais importantes para mim e vão permitir perceber se as pessoas têm uma boa experiência no teu site ou blog. Se as pessoas ficam bastante tempo no site e consultam várias páginas podes depreender que a experiência de utlizador é boa. Gostaram tanto do conteúdo que decidem ler até ao fim e explorar ainda mais. Se, por outro lado, o tempo médio na página é de apenas alguns segundos e os utlizadores não consultam mais páginas é fácil perceber que o conteúdo não os convenceu.

Pretendes melhorar estas duas métricas? É “simples”. Basta investir em conteúdo de qualidade, desenvolver bem os conteúdos, dar informações válidas e ter uma estrutura clara e lógica – que não confunda os teus leitores. Há muitos mais factores que interferem nestas métricas (como, por exemplo, a presença de demasiados anúncios) mas em termos gerais quanto mais investires em conteúdo de qualidade, melhor será a experiência do utilizador.

Para aceder a estes dados basta ir a Behavior > Landing Pages e olhar para Pages/Session e Avg. Time on Page

5. As fontes de tráfego

Quais são as principais fontes de “Aquisição de Tráfego”? Tráfego directo, orgânico, de referência ou proveniente das redes sociais? A distribuição das fontes de tráfego varia de blog para blog. Por exemplo, se tens uma estratégia de SEO bem definida é natural que a maior parte do teu tráfego seja orgânico. Se por outro lado tens uma presença muito forte nas redes sociais é de esperar que o social seja um dos top channels do teu site.

Independentemente da distribuição das fontes de tráfego, analisar o desenvolvimento das fontes de tráfego é muito importante. Por um lado, pode ajudar-nos a descobrir referências ao nosso site noutros sites e blogs que nem sequer tinhamos conhecimento (Referral Traffic), mas também pode ajudar a validar uma estratégia (como os dois exemplos que dei anteriormente).

Para consultares as tuas fontes de tráfego vai a Acquisition > All Traffic > Channels e Source/Medium

O que acharam deste artigo? Foi útil?
Espero que depois destas breves explicações o Analytics seja um pouco menos intimidante e vos ajude a melhorar o vosso conteúdo e estratégia. Se tiverem dúvidas deixem na secção dos comentários!

Continuar a ler:

comentários